Mês das mães: como cuidar da pele da gravidez ao pós-parto

 

A maternidade é um momento especial na vida de qualquer mulher. A gravidez é uma fase de mudanças intensas, expectativa e muitos cuidados, especialmente com a saúde. Barbara Uzel, diretora Médica do Inderma e especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), explica que a pele é um dos pontos que merecem atenção especial das futuras mamães.

Segundo a especialista, a influência dos hormônios próprios da gestação leva a alterações da pele consideradas fisiológicas da gravidez, mas que podem trazer muito desconforto estético. “O escurecimento da pele em algumas regiões específicas como mamilos, axilas, virilha e linha alba é esperado e vai ser mais intenso nas mulheres de fototipo mais alto”, completa a médica.

A dermatologista explica ainda que, durante a gravidez, o surgimento de melasmas na face (manchas acastanhadas) são comuns. Para as mulheres que já sofrem com o problema, há também o risco das manchas se agravarem, especialmente se não houver proteção solar adequada. Ainda na região do rosto, Dra. Barbara Uzel diz que o surgimento ou piora da acne também são comuns, “embora em alguns casos possa haver melhora de um quadro de acne pré existente”, detalha a dermatologista.

Estrias também são muito comuns na gravidez, podendo surgir em qualquer fase da gestação e, às vezes, após o parto. Unhas frágeis, varizes e inchaço nos membros inferiores também são alterações esperadas, de acordo com a especialista.

Tire suas dúvidas e confira alguns cuidados essenciais para mamães em diferentes estágios da gravidez:

 

A pele muda de acordo com o estágio da gravidez?

Algumas alterações como estrias, varizes e inchaço nas pernas são mais frequentes nos estágios mais avançados da gestação, mas a faixa etária da gestante pode influenciar a pele em alguns casos. “Estudos apontam que quanto mais jovem é a gestante, maior o risco de desenvolver estrias, por exemplo”, detalha Dra. Barbara Uzel. “Já as varizes costumam ser mais comuns em gestantes de idade mais avançada”.

 

Quais os principais cuidados que uma mulher grávida deve ter com a pele?

De acordo com a dermatologista, é preciso ter cuidado redobrado com a fotoproteção, devido ao alto risco de desenvolvimento de desordens pigmentares como o melasma. Como as “pintas” também podem crescer e aparecer em maior número nesse período, a dica da especialista é estar atenta às mudanças no padrão de sinais preexistentes.

A hidratação profunda também é muito importante para tornar a pele mais resistente e minimizar a chance de aparecimento de estrias. “O cuidado com a pele do rosto, com a limpeza adequada e remoção de maquiagem pode diminuir a oleosidade e evitar a acne”, aconselha a médica. E lembre-se: qualquer produto cosmético e/ou medicamento utilizado por gestantes deve sempre ser prescrito por médicos, já que algumas substâncias são proibidas para grávidas!

 

Quais tratamentos podem ser feitos por gestantes?

A dermatologista Barbara Uzel explica que gestantes podem fazer tratamentos clínicos para acne e manchas com produtos específicos para esse período sempre sob supervisão médica! “Peelings de cristal sem a utilização de ácidos também podem ser realizados”, completa a dermatologista.

 

Quais tratamentos são contra-indicados para grávidas? Por quê?

Toxina botulínica, preenchimentos, lasers, microagulhamento e peelings químicos são proibidos para futuras mamães. Dra. Barbara Uzel explica que o motivo da restrição é a falta de “estudos que garantam a segurança desses procedimentos em gestantes”.

 

Os cuidados com a pele devem mudar quando a mulher dá a luz? Por quê?

Sim. De acordo com a especialista, o período puerperal é diferente da gestação e tem outro perfil hormonal. “É comum, por exemplo, ocorrer queda de cabelos, que pode ser tratada”, justifica. “Também é possível iniciar o tratamento precoce das estrias com procedimentos específicos, mesmo durante o período da amamentação”. E nunca é demais ressaltar: tudo isso realizado com médico especialista, com todos os cuidados de segurança.

Comentários

comentários